Conheça dez Motivos para criar o Conselho Profissional dos Técnicos.

1. Valorização Profissional: A conquista da liberdade profissional é um sonho de todos e será realizado pelos técnicos.

2. Representação Legal: O sistema CONFEA/CREA obriga os técnicos a pagar anuidades, no entanto, discrimina, não dá direito à voz  e nem permite que os mesmos participem das discussões e deliberações sobre a profissão. Não mais teremos nossos destinos definidos pelos outros.

3. Justiça no exercício profissional: Será recuperada a autonomia e a responsabilidade pelo trabalho. Quem faz o trabalho será responsável e não precisará de outro para assinar, responsabilizar-se e executar seus próprios trabalhos.

4. Dignidade: Fim das discriminações e humilhações impostas pelo atual sistema de fiscalização profissional.

5. Proporcionalidade: O respeito às proporcionalidades, pois cada profissional terá o mesmo direito que os demais. Um profissional, um voto, sem distinção de qualquer natureza.

6. Redução dos custos: O Conselho Profissional dos Técnicos será composto e gerido pela própria categoria fixando valores menores para as anuidades e taxas respeitados os limites impostos pela Lei.

7. Exercício Profissional: Os técnicos terão respeito às atribuições profissionais fixadas na Lei nº 5.524, de 05 de novembro de 1968.

8. Ensino Técnico de Qualidade: O Conselho Profissional dos Técnicos apoiará efetivamente as instituições formadoreas de profissionais de nível técnico.

9. Trabalho e Renda Profissional: O reconhecimento das atividades profissionais possibilitará maior acesso ao mercado de trabalho e por consequência maior renda aos profissionais.

10. Acesso ao Ensino Técnico: O fortalecimento das instituições que se inter-relacionam com a formação técnica possibilitará maior acesso da população ao ensino técnico de qualidade, a exemplo do PRONATEC.